São Luis Orione

São Luís Orione nasceu no dia 23 de junho em 1872, em Pontecurone, região do norte da Itália, num ambiente familiar de pobreza e de verdadeira religião.

Entrou para o Seminário Menor dos franciscanos em Voghera (1885-1886). Por motivo de saúde, deixou o Seminário e foi estudar em Turim, no Instituto de Dom Bosco. O encontro com São João Bosco, o santo apóstolo da juventude, orientou sua vida. Mais tarde entrou para o Seminário Maior Diocesano de Tortona, onde se ordenou sacerdote em 1895, fez sua primeira homilia como clérigo e foi nomeado Guardião da Catedral.

Das experiências religiosas e político-sociais daqueles anos de preparação ao ministério sacerdotal cheio de fervor, Luís Orione colheu estímulos fortíssimos para agir, num primeiro momento, em favor da salvação das crianças órfãs,sem condições, abandonadas e impossibilitadas de desenvolver os talentos de sua inteligência: num segundo momento, para abrir instituições de beneficência e refúgios de paz para os mais pobres e doentes, para os provados pela fome e pela miséria.

Presenciou guerras e terremotos, conhecendo a pobreza e a miséria humanas. Enfrentou dificuldades, porém soube dar uma resposta de caridade a tudo. Seu lema é “Restaurar tudo em Cristo” e com esta finalidade fundou a Obra da Divina Providência (1893). Sua ação passou, assim, por colônias agrícolas, de artesanato, escolas profissionais, casa de caridade e pelos Pequenos Cotolengos. Junto com seus sacerdotes e religiosos fundou congregações de Padres, Irmãs e Eremitas aos quais se juntaram leigos consagrados e os “Amigos de Dom Oreone”, Eremitas da Divina Providência(1898), as pequenas Irmãs Missionárias da Caridade (1915) e as Irmãs Cegas Sacramentinas Adoradoras(1927).

São Orione faleceu em 12 de março de 1940, numa casa de repouso em san remo. É chamado ‘o apóstolo da caridade de nossos tempos, pois dedicou toda a sua vida ao servoços dos mais pobres e marginalizados. Teve quatro grandes paixões: Jesus, Maria, o Papa e os pobres.

Desempenhando com fervor o Ministério Sacerdotal, realizou sua atividade social caritativa e educativa tanto na Itália como na América do Sul. Em todos os lugares brilhou pela sua santidade de vida.
Ele esteve no Rio de Janeiro em 1937, onde aos pés do Corcovado disse: “O que eu não fiz pelo Brasil enquanto vivo, farei depois de morto”

O Papa João Paulo II o proclamou beato em 1980.
São Luís Orione foi canonizado no dia 16 de maio de 2004.

Anúncios